EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Peça de Vianninha dirigida por Sérgio Ferrara
na Escola Wolf Maya faz homenagem à Antunes

Com direção de Sérgio Ferrara, o espetáculo Nossa Vida Em Família estreia no dia 20 de setembro, sexta-feira, no Teatro Nair Bello, às 21 horas. A peça é um estudo sobre a obra de Oduvaldo Vianna Filho, um dos expoentes da dramaturgia brasileira, que tem no elenco os formandos da Turma M6C da Escola de Atores Wolf Maya.



A temporada vai até o dia 29 de setembro com sessões às sextas-feiras e aos sábados, às 21 horas, e aos domingos, às 19 horas.

Esta montagem dá sequência a um panorama do teatro brasileiro que o diretor tem apresentado nos espetáculos que vem dirigindo na Escola Wolf Maya. O primeiro autor a ser encenado no projeto foi Mauro Rasi (A Cerimônia do Adeus), seguido por Dias Gomes (O Bem Amado) e Plínio Marcos (Homens de Papel).

Nossa Vida em Família estreou em março de 1972, no Teatro Itália, em São Paulo, com direção de Antunes Filho, falecido em maio deste ano, aos 89 anos. O espetáculo é uma homenagem que Ferrara e o elenco fazem ao diretor. “Precisamos reverenciar o importante trabalho que Antunes desenvolveu como diretor e pesquisador artístico. E trabalhar com um texto de Vianninha, cuja primeira montagem foi pelas mãos de Antunes, é uma boa maneira de mantermos vivas essas duas histórias do teatro brasileiro”, comenta Sérgio Ferrara.

No enredo, o casal de idosos Seu Souza e Dona Lu reúne os filhos em um almoço de domingo em sua casa, em Miguel Pereira, interior do Rio de Janeiro, para lhes comunicar que terão de deixar a casa onde viveram até então. O espectador atento perceberá com facilidade que a peça tem como fio condutor e objetivo central uma crítica social. Mesmo que não esteja tão evidente, a principal questão que conduz a história é o baixo poder aquisitivo da maioria da população brasileira. Nesse caso, exemplificado pela família Sousa, que se depara com o problema financeiro enfrentado pelo casal. Sousa é a personagem que traz à tona o debate sobre a condição do idoso e ao mesmo tempo denuncia os inversos valores do mundo capitalista, ou seja, as concepções morais como a ética e o trabalho, que não garantem um futuro digno e estável. Apesar disso, a personagem não perde seu senso de humor e não se esquece de gozar a vida, mesmo que esta esteja derrotada.



Oduvaldo Vianna Filho (Vianinha) - Autor e ator carioca, Oduvaldo Vianna Filho (1936-1974) personifica a trajetória de uma luta contra o imperialismo cultural. Sua dramaturgia coloca em cena a realidade brasileira por meio do homem simples e trabalhador. Filho do importante dramaturgo Oduvaldo Vianna, passou a ser chamado de Vianinha pela classe teatral e imprensa. Ao lado de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal, foi um dos principais nomes do Teatro de Arena, em São Paulo, no final da década de 1950, e também participou da fundação do Centro Popular de Cultura (CPC) e do Grupo Opinião, no Rio de Janeiro, na década de 1960. Escreveu 17 peças, além de roteiros para a televisão, destacando-se no teatro os textos Chapetuba Futebol ClubeMoço em Estado de SítioSe Correr o Bicho Pega, se Ficar o Bicho Come (com Ferreira Gullar), Papa HiguirteA Longa Noite de CristalCorpo a Corpo e Rasga Coração. Na televisão, as estórias O MatadorO Morto do Encantado, adaptação de Medéia (de Eurípedes) e episódios da série A Grande Família estão entre as principais realizações de Vianinha. Para o cinema, escreveu o roteiro de O Casal, filmado por Daniel Filho, em 1975, com José Wilker e Sônia Braga no elenco. Ele buscou imprimir sentido político à sua notável produção intelectual, vinculando-a, desde os primeiros escritos, aos deserdados, aos oprimidos e aos derrotados.



Ficha técnica - Autor: Oduvaldo Vianna Filho (um estudo da obra). Direção: Sérgio Ferrara. Preparação vocal: Edi Montecchi. Preparação corporal: André Pottes. Criação De Luz: Rodrigo Alves ‘Salsicha’. Figurino: Raphael Moretto. Operação de som: Elder Freitas. Assistência de direção: André Pottes, Elder Freitas, Francine Mello, Giovanna Kuczynski, Lucas Marques, Nanda Barroso e Raphael Moretto. Produção executiva: Maristela Bueno. Produção: Rodrigo Trevisan e Renato Campagnoli. Designer gráfico: Felipe Barros. Coordenação pedagógica: Josemir Kowalick. Coordenação geral: Hudson Glauber. Realização: Escola de Atores Wolf Maya.

Elenco (Turma M6C): Alexandre Bitencourt, Angel Takeda, Ariel Crepaldi, Arthur Bandeira, Chase Hoffman, Enrique Henriquez, Gabriel Stacio, Gustavo Cortez, Hellen Miranda, Igor Lima, Karol Mendes, Larissa Taytie, Lucas Valente, Nathalia Mota, Renato Mascarenhas, Stephany Poncio, Tatiane Tovani, Thalía Melo e Victor Gomes.




Serviço

Espetáculo: Nossa Vida em Famila
Estreia: 20 de setembro. Sexta, às 21h
Temporada: de 20 a 29 de setembro/2019
Sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 19h
Ingressos: R$ 30,00 (valor único) - Vendas na bilheteria do teatro.
Duração: 90min. Gênero: Drama. Não recomendado para menores de 12 anos.
Bilheteria: quarta a sábado (15h às 21h) e domingo (15h às 19h).

Teatro Nair Bello
Rua Frei Caneca, 569 - Shopping Frei Caneca, 3º Piso. Centro - SP/SP.
Tel: (11) 3472-2442. Capacidade: 201 lugares.
Ar condicionado. Acessibilidade.
Facebook e Twitter @escolawolfmaya

Nenhum comentário:

Postar um comentário