EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Musical infanto-juvenil “Achados e Perdidos”, dirigido por Cininha de Paula, tem jovem atriz de Mister Brau no elenco

Com elenco formado por atores prodígios, espetáculo estréia dia 07 de setembro, no Teatro Nathalia Timberg, na Barra da Tijuca.





Com apenas 13 anos de idade, a atriz Brunna Oliveira já tem bastante história pra contar. Brunna atuou em 10 peças de teatro e por três anos fez parte da série da Rede Globo Mister Brau como Lia, filha adotiva do casal Brau e Michele, interpretados por Lázaro Ramos e Thaís Araújo.

No musical “Achados e Perdidos”, que estréia dia 07 de setembro, no teatro Nathalia Timberg, na Barra da Tijuca, Brunna é a menina do coelho, uma menina que ama a Páscoa e anda com um coelhinho de pelúcia nas mãos. Assim como os outros, ela também sofreu muito com o sumiço dos adultos, mas mesmo assim ela tenta trazer a alegria para a casa, não deixando que ninguém fique triste. É uma garota que adora dançar, cantar e se divertir com os amigos, pois agora eles são uma família.





“Achados e Perdidos”

Nas dependências de um casarão isolado, o mundo de 15 crianças e adolescentes se resume ao perímetro da propriedade à beira-mar. Sozinhos, distantes da referência de um adulto, os jovens protagonistas do espetáculo “Achados e Perdidos” precisam aprender a percorrer as trilhas da vida sem o suporte das ferramentas proporcionadas pela sociedade moderna. Estrelado por atores mirins que já atuaram na TV e no cinema, o musical infanto-juvenil estréia no dia 07 de setembro, no Teatro Nathalia Timberg, na Barra da Tijuca.

A trama escrita por Simone Beghini acompanha a saga de um grupo de meninos e meninas que não entendem como nem por que foram parar num lugar tão ermo e remoto. Juntos há quase 20 anos, eles tampouco sabem das circunstâncias que marcaram o resto do planeta durante todo o período em que estiveram isolados. Será que ainda há alguém lá fora?



Dirigida por Cininha de Paula, a montagem explora elementos cênicos criativos e linguagem atual para levantar discussões importantes sobre o sentido da humanidade. A coreografia dinâmica, aliada a uma trilha sonora contemporânea, ajuda o espetáculo a manter a leveza, apesar da forte densidade do tema.

Um cenário virtual, cuidadosamente concebido, retrata o ambiente cenográfico da casa onde a história se desenrola. Com o uso de materiais alternativos, a composição cênica reforça a passagem do tempo, as memórias de cada um e o surgimento de uma rotina na qual todos tentam guardar algo do mundo que conheciam antes de tudo desaparecer.




Ao todo, 30 atores, entre 6 e 18 anos, se dividem em dois elencos, que cantam, tocam, dançam e até sapateiam. Em cena, eles apresentam 17 números musicais coreografados e tocados ao vivo, com adaptações de canções nacionais e internacionais, do Rap ao Rock n' Roll. A ideia é estabelecer uma conexão da plateia com hits (versões e originais) conhecidos por públicos de todas as idades.

Cada elenco é formado por 13 meninas e 2 meninos, que se revezam em apresentações aos sábados e domingos, às 16h, até 27 de outubro. Entre os atores, está também Douglas Motta, mestre-sala da escola de samba mirim Herdeiros da Vila e nomes que já atuaram na TV e no cinema, como Gabriel Lima (“Pé na Cova” e “Duas de Mim”) e duas concorrentes da última temporada do “The Voice Kids”: Carol Roberto, que participou também do musical “A Megera Domada”; e Malu Casanova, que estréia nos palcos. Os jovens fazem parte do projeto Criança-Empreendedora, em que se autoproduzem e aprendem sobre os principais fundamentos das artes cênicas.

Cenário e figurino utilizam materiais alternativos encontrados por eles após o fatídico dia. Também ajudam a demonstrar a passagem do tempo, as memórias de cada um e a criação de uma rotina onde todos tentam guardar algo do mundo que conheciam.


Sinopse resumida
Por quase 20 anos, um grupo de 15 crianças e adolescentes vivem sozinhos em um casarão isolados, neste espetáculo que mistura música e dança para levantar discussões importantes.


Serviço
Achados e Perdidos
Local: Teatro Nathalia Timberg
Endereço: Av. das Américas, 2000 - Barra da Tijuca
Telefone: 2442-5188
Temporada: 07 de setembro a 27 de outubro
Horários: Sábados e domingos, às 16h
Ingressos: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
Texto: Simone Beghinni
Direção: Cininha de Paula

Nenhum comentário:

Postar um comentário