EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

segunda-feira, 20 de maio de 2019

"Ogroleto" do Grupo Pavilhão da Magnólia de Fortaleza (CE) estreia no CCSP

“Ogroleto” do Grupo Pavilhão da Magnólia
de Fortaleza-CE estreia no Centro Cultural São Paulo

Com texto de Suzanne Lebbeau e direção de Miguel Vellinho o espetáculo sobre aceitação das diferenças na infância

http://assets.mktnaweb.com/accounts/2014/03/04/3009/pictures/962/original_Ogroleto6.jpg?1556810503 
Fotos : Sheila Oliveira / Gutierrez Regis /Uli Batista/ Fernanda Leal 


“O espetáculo arrebata pela ousadia, pela surpresa da trama cruel. Mexe com o medo das crianças. (...) Ogroleto está acima da média do que se produz hoje no teatro infantil nos grandes centros do País. Tudo é acerto.” Dib Carneiro Neto

O espetáculo infantil ‘Ogroleto’, estreia dia 25 de maio, no Centro Cultural São Paulo, em SP, com direção de Miguel Vellinho e realização do grupo teatral Pavilhão da Magnólia em comemoração aos seus 10 anos de trajetória, completados em 2015. O texto original é da dramaturga canadense Suzanne Lebeau, que há mais de 35 anos se dedica ao público infanto-juvenil, tendo sido capaz de empurrar os limites do que se pode dizer às crianças. 
Um menino, ao começar a frequentar a escola, depara-se com a diferença, refletindo a partir daí sobre sua natureza de ogro, até então desconhecida. Ele se vê diante de um mundo do qual sua mãe sempre tentou protegê-lo. A temática gira em torno da descoberta do medo, da dúvida e da aceitação de si mesmo na infância.




Estreado dentro do 5º TIC - Festival de Teatro Infantil do Ceará (CE) em 2015, o espetáculo Ogroleto é voltado para o público infantil e traz a história de uma criança que descobre que é diferente das outras, está prestes a ir a escola pela primeira vez, e conta com a ajuda de sua mãe para enfrentar todos os sentimentos desse novo momento de descobertas. A obra que é da autora canadense premiada Suzanne Lebeau e tem direção do também premiado Miguel Vellinho (RJ), já circulou por diversos festivais do país, como: 48º Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto FIT (SP), 19º Festival Nacional do Teatro de Recife (PE), Cena Criança Mostra SESI de Teatro Infantil 2018 Curitiba (PR), 14º Feverestival em Campinas (SP), TIC - Festival de Teatro Infantil do Ceará - 2015, 2016 e 2018 (CE), 19º Mostra SESC Cariri de Culturas (CE), XII Festival de Teatro de Fortaleza (CE), 25º Festival de Teatro de Acopiara (CE), 24º Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga (CE), 28º FIG - Festival de Inverno de Garanhuns (PE), 12º Semana de Teatro do Maranhão (MA), 41º Festival de Inverno de Campina Grande (PB), 12º Festival Velha Joana (MT),  6º Festival Toni Cunha (SC) e 22º FENATIB - Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens (SC).



 
 “O espetáculo arrebata pela ousadia, pela surpresa da trama cruel. Mexe com o medo das crianças. Poucos grupos hoje têm essa coragem. Tudo ficou edulcorado, ignorando que os contos de fadas nasceram cruéis, com requintes de tristeza e dor. Ao longo do tempo, os filmes da Disney transformaram tudo em final feliz. Aqui, quando se pensa que tudo se resolveu da melhor forma, a cena final surpreende ainda mais. O diretor convidado, Miguel Vellinho, não teve pudores, e esse foi o seu maior acerto. Teatro para crianças não precisa ser eufórico, alegre o tempo todo. Ogroleto está acima da média do que se produz hoje no teatro infantil nos grandes centros do País. Tudo é acerto. Elenco, direção, texto, iluminação, cenografia, figurinos – qualidade não falta em nada.”  Dib Carneiro Neto, radicado em São Paulo, é jornalista, dramaturgo e editor-chefe do site Pecinha É a Vovozinha!, especializado em teatro infantil.


O Pavilhão da Magnólia 
Com 14 anos de trajetória, mais de 700 apresentações em 40 cidades pelo país, o Grupo Pavilhão da Magnólia é hoje um dos principais grupos de teatro do estado do Ceará, com um trabalho continuado e que articula pesquisas e pluralidade em seus espetáculos, compondo um repertório variado. Tendo trabalhado desde 2015, com encenadores importantes como Hector Briones (CE-CHI), Miguel Vellinho (RJ) e Herê Aquino (CE), o grupo Pavilhão da Magnólia possui hoje 4 espetáculos teatrais em repertório:  Baldio, Ogroleto, Urubus e Maquinista. O Grupo também desenvolve diversos projetos que pensam a ocupação da cidade com arte e cultura, como, as já realizadas e importantes Ocupações do Teatro Universitário da UFC e do Teatro Carlos Câmara da Secult-CE. Em parceria com o grupo Garajal realizou três edições do Festival Nacional de Teatro de Rua do Ceará. É co-criador do espaço Cena Casarão, onde realizou a ocupação da Praça José Bonifácio no centro da cidade com o projeto Todxs na Praça. Desde 2011 desenvolve e articula o Encontro de Realizadores de Teatro Infantil de Fortaleza que reúne grupos que também trabalham com o foco na criança. Atualmente reside na Casa Absurda juntamente com a Cia Prisma de Artes, o mais novo espaço cultural da cidade de Fortaleza, um lugar de arte e de encontros, agregando e potencializando nossa luta por dias mais felizes.



Ficha Técnica
Texto: Suzanne Lebeau
Tradução: Jorge Bastos
Direção: Miguel Vellinho
Elenco: Nelson Albuquerque e Silvianne Lima
Músico: Eliel Carvalho
Sonoplastia: Airton Bob Pessoa
Figurinos: Yuri Yamamoto
Caracterização: MR Retrô
Iluminação: Wallace Rios
Contra-regragem e apoio técnico: Denise Costa, Beethoven Cavalcante e Alessandra Eugênio
Desenho de cenografia: Carlos Alberto Nunes
Concepção e Cenotecnia: Marcos Martins, Auricélio Pereira e Ricardo Barroso
Design Gráfico: Quintal Estúdio de Criação
Fotos: Carol Veras, Fernanda Leal, Gutiérrez Reges, Luiz Alves, Marina Cavalcante, Paula Yemanjá, Sheila Oliveira e Uli Batista
Vídeo: Enquadro Filmes
Assessoria de Imprensa: Márcia Marques
Produção: Silvianne Lima e Jota Jr. Santos
Assistente de produção: Beethoven Cavalcante
Parceria: Latam Cargo e Cia Estável de Teatro
Realização: Grupo Pavilhão da Magnólia

Serviço: 
25 de maio a 16 de junho de 2019

Centro Cultural São Paulo – Sala Jardel Filho
R. Vergueiro, 1000 - Vergueiro
Sábados e Domingos, às 16h – 60min – Livre – 321 lugares
R$20,00 – a venda estará disponível na bilheteria em seu horário de funcionamento (terça a sábado, das 13h às 21h30, e domingos, das 13h às 20h30), e no site Ingresso Rápido a partir de 30 dias antes do evento (mesmo no caso de temporadas longas) – preço popular: R$3,00 (dia 08 sábado) serão vendidos apenas dois ingresso por pessoa, na bilheteria do CCSP, que será aberta uma hora antes do início do espetáculo – os ingressos não estarão disponíveis pela internet
Classificação: Livre. Indicado para crianças a partir de 7 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário