EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Grátis! - Dia 1º de junho, reestreia o espetáculo infantil O Inimigo no Teatro Décio de Almeida Prado, no Itaim Bibi - Mostra Sonhos em Tempos de Guerra

Mostra Sonhos em Tempos de Guerra da República Ativa de Teatro abre com o espetáculo infantil O Inimigo

















Fonte : Miriam Bemelmans / Fotos :Fernanda Oliveira  

Dia 1º de junho, sábado, às 16h, reestreia o espetáculo infantil O Inimigo no Teatro Décio de Almeida Prado, no Itaim Bibi. A peça integra a Mostra Sonhos em Tempos de Guerra da República Ativa de Teatro, contemplado pela 32ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. A temporada vai até 23 de junhoGrátis!
O Inimigo é um espetáculo teatral que aborda o universo da guerra de maneira inusitada e divertida com dois atores no palco, Leandro Ivo e Thiago Ubaldo. A direção é de Val Pires.
Mostra Sonhos em Tempos de Guerra aprofunda a pesquisa da companhia que aborda questões relevantes e delicadas para crianças e jovens, e que proporciona o desenvolvimento de 5 (cinco) novos espetáculos teatrais, com linguagens distintas e com a participação de diversos outros artistas. O Inimigo é o primeiro dentre os seis espetáculos que serão apresentados através do projeto em Teatros Públicos Municipais. O projeto promoverá ainda debates públicos sobre o Teatro e a Criança na Embaixada Cultural – sede da República Ativa -, que fica na Vila Dom Pedro II – Zona Norte da cidade. 

Sinopse de O Inimigo
Em meio a uma guerra, em algum lugar que poderia ser um deserto, há dois buracos. Nos buracos, dois soldados. Eles são inimigos. Sem poderem sair do lugar, eles são obrigados a conviver com o perigo, que está ao lado. Mas será que ele é tão perigoso assim? Será que tudo aquilo que contaram é verdade? De maneira lúdica e divertida, esses soldados vão se surpreender com o que está do outro lado do front.




























Sobre O Inimigo
Inspirado no livro homônimo de Davide Cali, essa é uma daquelas histórias simples e profundas, que nos fazem enxergar além das aparências. Em meio a uma guerra, em algum lugar que poderia ser um deserto, há dois buracos. Nos buracos, dois soldados. Eles são inimigos.
Sem poderem sair do lugar, eles são obrigados a conviver com o perigo, que está ao lado. Mas será que ele é tão perigoso assim? Será que tudo aquilo que contaram é verdade? De maneira lúdica e divertida, esses soldados vão se surpreender com o que está do outro lado do front.
Para dar vida a esses personagens, a encenação optou por evidenciar o patético da situação, apresentando os soldados vividos por palhaços, o que traz comicidade e leveza a discussão das incoerências, razões e consequências de uma guerra. Quem é o malvado da história? E o mocinho? Fugindo da simplificação bem x mal, o espetáculo traz luz a complexidade da questão, na qual não há vencedores.
O espetáculo estreou e fez temporada no Centro Cultural São Paulo, já se apresentou no SESC Ribeirão Preto e SESC Campinas, fez temporada no Teatro Paulo Eiró, foi contemplado pelo Edital do ProAC 2016 (num projeto que circulou por 10 cidades do Estado de São Paulo que tiveram batalhas da Revolução de 1932, numa viagem poética e histórica), participou da Mostra SESC Cariri de Culturas 2017, do 45º Festival Nacional de Teatro de Ponta Grossa-PR (Prêmios de Melhor Cenário, Iluminação e Ator) e do Circuito Cultural Paulista em 2018.







Sobre a Mostra Sonhos em Tempos de Guerra

















A partir da temática do espetáculo O Inimigo, a República Ativa de Teatro criou e desenvolveu o projeto Sonhos em tempos de Guerra, contemplado pela 32ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo. Trata-se do aprofundamento da pesquisa da Cia que aborda questões relevantes e delicadas para crianças e jovens, e que proporciona o desenvolvimento de 5 (cinco) novos espetáculos teatrais, com linguagens e abordagens distintas e a participação de diversos outros artistas.
O projeto propõe debater poeticamente a relação da criança com as chamadas “guerras cotidianas” – conflitos que fazem parte do dia a dia e que a criança nem sempre é convidada a refletir sobre eles. Debater é trocar argumentos, discutir ideias. A partir de um debate rico, em que os lados têm liberdade para colocarem suas opiniões livremente, quem assiste ou participa poderá construir o seu ponto de vista com base no que lhe pareceu mais verossímil. Numa sociedade cada vez mais binária, os debates tendem a ser menos honestos, pautados na intenção de apenas defender a própria ideia sem permitir conhecer a ideia do outro. As pessoas se encastelaram em verdades prontas, e quem discorda delas está contra quem as defende. Essa intolerância que se vê entre adultos também reflete entre as crianças e adolescentes, com consequências igualmente grandes para eles e para a sociedade.
A Cia traz à tona esses questionamentos, se propondo a pensar, discutir e direcionar o olhar para a formação de nossas crianças que cresce em meio a uma sociedade tomada por diversas guerras – como gênero, educação, institucional, entre outras –, apresentando ao público essas problemáticas com responsabilidade e poesia. Os primeiros resultados desse processo de pesquisa poética serão apresentados nesse formato de Mostra, que vai de Junho à Dezembro de 2019.
O Inimigo abre essa Mostra, que seguirá com as apresentações dos demais espetáculos e também debates públicos sobre o Teatro e a Criança. As apresentações serão todas gratuitas, e acontecerão em Teatros Públicos Municipais. Os debates ocorrerão na Embaixada Cultural – sede da República Ativa -, que fica na Vila Dom Pedro II – Zona Norte da cidade. 

Sobre a Cia:
República Ativa de Teatro desenvolve desde 2006 uma sólida pesquisa dentro do universo teatral para crianças, intitulada “O Real Imaginário”. Com um premiado repertório de espetáculos, contações de histórias e oficinas, a Cia continua atuante, experimentando e reafirmando escolhas em prol de um teatro infantil artisticamente relevante.
O início dessa pesquisa se deu através da busca por textos consagrados na dramaturgia brasileira para crianças. Com o olhar atento para temas que fossem relevantes nos dias atuais, a Cia encenou a aceitação do ser diferente em nossa sociedade (“A Bruxinha Que Era Boa” - 2006), as perdas sofridas ao longo da vida e a busca por nossos sonhos (“O Cavalinho Azul” - 2008), a descoberta da liberdade, maturidade, autonomia e autenticidade (“A Menina e o Vento” - 2012). Junto a essa trilogia, foram criadas uma série de contações de histórias e oficinas a partir dos temas dos espetáculos, com adaptações de diversos livros infantis, que somadas à debates, oficinas e reflexões, fizeram parte do projeto “O Universo Infantil em Maria Clara Machado”.
Com o intuito de discutir os medos da criança contemporânea, a solidão, o abandono e as relações entre pais e filhos, a Cia estreou seu primeiro espetáculo totalmente autoral “Quem Apagou a Luz?” (2012). O segundo trabalho autoral foi o espetáculo “Splash ou A História da Gota Que Sonhava Ser Rio” (2016) que trouxe à cena uma discussão sobre os anseios e angústias da criança (e do ser humano) ao ter de se relacionar com o outro. No mesmo ano, a Cia estreou no Centro Cultural São Paulo o espetáculo “O Inimigo” (2016), baseado na obra homônima de Davide Cali e direção de Val Pires, levando à cena as incoerências de uma guerra, com todas as suas contradições e possíveis desdobramentos.
Recentemente, a Cia foi contemplada pela 32ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, com o projeto “Sonhos em Tempos de Guerra”, que conta com a participação de diversos artistas e coletivos para a criação, desenvolvimento e reflexão da criança dentro das pequenas guerras cotidianas. O projeto está em desenvolvimento desde setembro de 2018.
Esse repertório recebeu 29 prêmios em diversos festivais pelo país, além de duas participações em festivais internacionais no Chile – “3º Encuentro de La Red Iberoamericana de Artes Escènicas” (2007) e “XIV Festival Internacional de Teatro ENTEPACH” (2009) – e grande repercussão de público e crítica.
Ficha Técnica
Inspirado na obra de Davide Cali
Adaptação: Leandro Ivo, Val Pires e Vivi Gonçalves
Direção: Val Pires
Elenco: Leandro Ivo e Thiago Ubaldo
Trilha Sonora: André Grynwask
Iluminação: Rodrigo Palmieri
Cenário, Figurinos e Adereços: Helô Cardoso e Leandro Ivo
Assistente de Cenário, Figurinos e Adereços: Gabriela Fuziyama
Costureira: Rosimeire Santos Souza
Operador de Luz e Som: Rafael Lopes e Rodrigo Palmieri
Design Gráfico: Elaine Alves
Fotos: Fernanda Oliveira e Cacá Bernardes
Assessoria de Imprensa: Bemelmans Comunicações
Produção: Fulano’s Produções Artísticas
Produção Executiva: Célia Ramos
Serviço:
Mostra Sonhos em Tempos de Guerra
32ª Edição da Lei de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo.
Espetáculo: O Inimigo
República Ativa de Teatro
Local: Teatro Décio de Almeida Prado
Endereço: R. Lopes Neto, 206 - Itaim Bibi, São Paulo - SP, 04533-030
Telefone: (11) 3079-3438
                 
Datas: de 01 a 23 de Junho de 2019, Sábados e Domingos, às 16h.
Sessões extras: 04, 05, 12, 13, 18 e 19 de Junho, às 10h e as 14h30

Lotação: 186 lugares
Entrada Gratuita
Classificação: Livre

Assessoria de imprensa
Miriam Bemelmans

miriam@bemelmans.com.br
(11) 3034-4997 e (11) 9 9969-0416
http://www.bemelmans.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário