EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Sesc Beleniznho - Programação Cinema e Vídeo / Setembro


Adulto

Exibição: Face a Face (Ansikte mot ansikte)
(Dir. Ingmar Bergman, 1976, 114 min.)

A doutora Jenny Isaksson (Liv Ullmann) é uma psiquiatra casada. Ambos são bem-sucedidos em seus empregos, mas, lenta e dolorosamente, ela passa a ser assombrada por imagens e emoções de seu passado, que a leva a uma depressão profunda.

Local: Teatro. 16 anos. Grátis.
11/09. Terça, das 19h às 21h.


O Lobo à Espreita – Uma Homenagem ao Centenário de Ingmar Bergman
A mostra traz um recorte da obra do cineasta sueco, apresentando desde suas obras clássicas até os títulos menos conhecidos.




Exibição: Vergonha (Skammen)
(Dir. Ingmar Bergman, 1968, 103 min.)

Em meio a uma guerra civil na região báltica, um casal de violinistas que se dizem apolíticos vivem isolados em uma ilha, onde se sustentam com o cultivo e a venda de produtos da terra. Essa vida alienada acaba quando um grupo de soldados invade a ilha. A partir desse momento, eles não poderão ficar mais alheios a tudo que acontece e terão que lidar com as misérias, a destruição e os horrores da guerra.

Local: Teatro. 16 anos. Grátis.
04/09. Terça, das 19h às 20h40.






Exibição: Sonata de Outono (Höstsonaten)
(Dir. Ingmar Bergman, 1978, 99 min.)

Após ter sido uma mãe ausente por anos, Charlotte (Ingrid Bergman), uma renomada pianista, vai até a casa de sua filha Eva (Liv Ullmann) para lhe fazer uma visita. Ela se surpreende ao encontrar sua outra filha, Helena (Lena Nyman), que tem problemas mentais. Eva tirou Helena da instituição que Charlotte a havia internado para cuidar dela em casa. A tensão entre mãe e filha começa a crescer devagar até elas colocarem tudo em panos limpos, dizendo tudo que sempre gostariam de dizer.

Local: Teatro. 14 anos. Grátis.
18/09. Terça, das 19h às 20h30.




Exibição: Fanny e Alexander (Fanny och Alexander)
(Dir. Ingmar Bergman, 1982, 188 min.)
O garoto Alexander (Bertil Guve) e sua irmã Fanny (Pernilla Allwin) são membros de uma poderosa família de artistas liberais do início do século 20. Depois da morte do pai, vão morar com o padrasto onde são criados em meio ao rígido puritanismo luterano do bispo Vergerus (Jan Malmsjö). Primeiro filme autobiográfico do diretor Ingmar Bergman. Vencedor de quatro Oscars, incluindo melhor filme estrangeiro e melhor fotografia, em 1984.

Local: Teatro. 14 anos. Grátis.
25/09. Terça, das 19h às 21h30.

Quadro a Quadro
Filmes nacionais lançados recentemente e bate-papo com diretor.




Exibição e bate-papo: Paraíso Perdido
(Dir. Monique Gardenberg, 2017, 110 min.)

Paraíso Perdido é um clube noturno gerenciado por José (Erasmo Carlos) e movimentado por apresentações musicais de seus herdeiros. O policial Odair (Lee Taylor) se aproxima da família ao ser contratado para fazer a segurança do jovem talento Ímã (Jaloo), neto de José e alvo frequente de homofóbicos, e aos poucos o laço entre o agente e o clã de artistas românticos vai se revelando mais e mais forte - com nós surpreendentes.

No fim da exibição haverá bate papo com a diretora Monique Gardenberg.

Local: Sala de Espetáculos 2. 16 anos. Grátis.
15/09. Sábado, das 19h às 22h.

Curso: O Feminino no Cinema da América Latina
com Daniela Gillone

O curso parte da análise das cinematografias clássica e moderna da América Latina, com ênfase nos estudos das representações do feminino no cinema revolucionário e militante do Nuevo Cine Latinoamericano e nos conceitos presentes nos atuais debates sobre as realizações contemporâneas, que oferecem uma perspectiva crítica da realidade social.  As teorias do cinema e a análise dos filmes integram a discussão sobre o lugar político das mulheres nesse cinema. Os enquadramentos dados à Revolução Mexicana, ao Cangaço, às ditaduras militares, entre outros acontecimentos, do passado e presente, serão vistos ao lado da caracterização do feminino que simboliza as nações e identidades latino-americanas, reconhecidas nas obras a serem analisadas.

Daniela Gillone é professora e pesquisadora de cinema, com pós-doutorado pelo Departamento de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Coordenou cursos de extensão universitária promovidos pelo Centro Brasileiro de Estudos da América Latina (CBEAL - Memorial da América Latina) e cursos livres pelo Museu da Imagem e do Som (MIS - São Paulo). Ministrou o projeto Click da Caixa e coordenou o TV Vila - ambos oficinas de fotografia e de produções audiovisuais com jovens das classes populares, financiados pela Caixa Econômica Federal em parceria com a Secretaria de Educação de Ribeirão Preto/SP, entre 1997 e 2005. É pesquisadora do grupo de estudos Cinema Latino-americano e vanguardas artísticas, vinculado a UNIFESP e ao CNPq.

Local: Espaço de Tecnologias e Artes. 16 anos. Grátis.
15/09 a 06/10. Sábados, das 10h30 às 13h30.

Infantil




Filminho: Exibição de filmes infantis para divertir pais e filhos.

Exibição: Branca de Neve
(Dir. David Hand, 1938, 1h23min.)

Uma rainha má e bela resolve, por inveja e vaidade, mandar matar sua enteada, Branca de Neve, a mais linda de todo o reino. Mas o carrasco que deveria assassiná-la a deixa partir e, durante sua fuga pela floresta, ela encontra a cabana dos sete anões, que trabalham em uma mina e passam a protegê-la. Algum tempo depois, quando descobre que Branca de Neve continua viva, a Bruxa Má disfarça-se e vai atrás da moça com uma maçã envenenada, que faz com que Branca de Neve caia em um sono profundo até o dia em que um beijo do amor verdadeiro a faça despertar.

Local: Oficina 3.
Livre. Grátis.
02/09. Domingo, das 17h às 18h40.





Exibição: Cinderela
(Dir. Wilfred Jackson, Hamilton Luske, Clyde Geronimi, 1950, 1h15min.)

Cinderela vive com sua madrasta, Lady Tremaine, e as duas filhas dela. Obrigada a trabalhar como empregada da casa, ela tem como amigos apenas os animais que a rodeiam. O local em que vive está agitado devido ao baile que será realizado no castelo, o qual contará com a presença do príncipe. Como Lady Tremaine pretende que uma das filhas se case com ele, elas se preparam com requinte para o evento. Cinderela, entretanto, não pode ir. Até que surge a Fada-madrinha, que dá a Cinderela um vestido e condições para que possa ir ao baile em alto estilo. Entretanto há uma condição: Cinderela precisa retornar antes da meia-noite, caso contrário o feitiço será desfeito.

Local: Oficina 3.
Livre. Grátis.
09/09. Domingo, das 17h às 18h40.




Exibição: Alice no País das Maravilhas
(Dir. Wilfred Jackson, Hamilton Luske, Clyde Geronimi, 1951, 1h15min.)

Alice é uma garota curiosa e cansada da monotonia de sua vida. Um dia, ao seguir o apressado Coelho Branco, ela entra no País das Maravilhas. Lá ela conhece diversos seres incríveis, como o Chapeleiro Louco, o Mestre Gato, a Lagarta e a Rainha de Copas.

Local: Oficina 3.
Livre. Grátis.
16/09. Domingo, das 17h às 18h40.

Exibição: Peter Pan
(Dir. Wilfred Jackson, Hamilton Luske, Clyde Geronimi, 1953, 1h16min.)

Londres. Peter Pan, o garoto que se recusa a crescer, espreita a casa dos Darling, pois Wendy, a mais velha dos filhos do casal Darling, crê que ele exista e já convenceu seus irmãos, João e Miguel. Wendy tem certeza disto, pois Peter Pan perdeu sua sombra. Aproveitando a ausência dos pais de Wendy, ele vai até a casa dela. Após recuperar sua sombra, Peter Pan ensina a Wendy, João e Miguel o que devem fazer para voar: pensar em algo bom e usar um um pó mágico, que uma pequena fada, Sininho, joga sobre eles. Peter leva as três crianças para um passeio na Terra do Nunca, um ilha encantada que é o lar de Peter, Sininho, os Garotos Perdidos e um maquiavélico pirata, o Capitão Gancho, que jurou se vingar de Peter. Gancho perdeu uma de suas mãos em um duelo com Peter Pan, com ela tendo sido comida por um crocodilo que agora segue sempre o navio do Capitão Gancho, pois quer comer o resto. Tudo realmente se complica quando Sininho fica com muito ciúme de Wendy e quer prejudicá-la.

Local: Oficina II.
Livre. Grátis.
23/09. Domingo, das 17h às 18h40.

Exibição: Mogli – O Menino Lobo
(Dir. Wolfgang Reitherman, 1967, 1h18min.)

Mogli é um menino que foi criado pelo lobos na floresta. Por conta da ameaçadora presença do tigre Shere Kahn, seus amigos resolvem mandá-lo para uma tribo humana. Acompanhado da pantera Baguera e do urso Balú, Mogli inicia uma longa jornada rumo à civilização.

Local: Oficina 3.
Livre. Grátis.
30/09. Domingo, das 17h às 18h40.


Serviço

Sesc BelenzinhoEndereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP). Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento: Para espetáculos com venda de ingressos após as 17h: R$ 15,00 (não matriculado); R$ 7,50 (credencial plena no SESC - trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).

Nenhum comentário:

Postar um comentário