EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Dança nas Bordas reúne artistas que produzem na periferia de São Paulo



Yebo Gumboot - Dance Brasil
Foto : Kelson Barros 



Organizado pela Cia. Diversidança e Cooperativa Paulista de Dança, evento traz diferentes modos de criação e estética reunidos em  oficinas, espetáculos, encontros, rodas de conversa e intervenções artísticas


De 24 a 28 de janeiro de 2018 a Cia. Diversidança e a Cooperativa Paulista de Dança realizam a 2ª EDIÇÃO DO DANÇA NAS BORDAS, evento que reúne artistas que atualmente fomentam e produzem dança nas periferias da capital paulista. Com programação GRATUITA e fixada na FÁBRICA DA CRIATIVIDADE (Rua Dr. Luís da Fonseca Galvão, 248 - Capão Redondo) foi contemplado pela 21ª Edição do Programa de Fomento à Dança da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do projeto Manifesto Poético – Ensaios Cartográficos. Tem em sua programação oficinas, espetáculos, encontros, rodas de conversa e intervenções artísticas a partir da criação de diferentes companhias e núcleos de diferentes modos de criação, estéticas e linguagens, sejam elas contemporâneas, populares ou urbanas, dando cores à diversidade e pluralidade da produção periférica.

Dança nas Bordas é um desdobramento da Mostra de Repertório Coreográfico, realizado pela Cia Diversidança, desde 2010.  Portanto, a necessidade de realizar este evento nasceu da própria ação dos artistas da Diversidança, que resolveram estender o projeto para outras companhias que também dançam nas bordas - na periferia.  "Surgiu a necessidade de alinhavar momentos para partilhar o nosso fazer artístico, de forma mais plural e diversificada, potencializado a produção estética oriunda das periferias. Veio o desejo de um encontro de diversos artistas, com roda de conversa, mostra de processo, espetáculo, oficina, exibição de vídeo dança e cortejo, possibilitando o olhar sensível e trazendo à tona a diversidade da produção artística periférica", explica Rodrigo Cândido, Diretor geral, artístico, interprete-pesquisador da Cia Diversidança e idealizador do projeto.

Programação - 2ª Edição Dança nas Bordas

Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

17h: Oficina de Danças Populares Brasileiras: "Trejeitos e Mungangas"*
Com Priscila Paciência
Sinopse:
A proposta é refletir como a miscigenação e a riqueza gestual e rítmica faz de cada dança e de todas elas juntas, uma grande celebração da vida
Classificação Indicativa: 14 anos – 90 minutos
* Chegar com 30 minutos de antecedência para garantir a sua vaga!

19h: Espetáculo “Yebo”
Com Gamboot Dance Brasil
Sinopse:
Uma forma de dança popular que foi criada pelos trabalhadores no século XIX nas minas de ouro e de carvão da África do Sul
Classificação Indicativa: Livre – 50 minutos

Danças Urbanas Locking 


20h30: Espetáculo “Danças Urbanas – Locking”
Com Chemical Funk
Sinopse:
O espetáculo tem como característica a apresentação de uma dramaturgia clara e linear, repleta de tramas e surpresas, que muitas vezes utiliza-se do humor como ferramenta cênica. Aliando a dança ao teatro em um equilíbrio constante.
Classificação Indicativa: Livre – 50 minutos

Zumb Boys



Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2018
17h30: Intervenção “Dança por Correio”*
Com Grupo Zumb.boys
Sinopse:
De uma maneira poética, os dançarinos vestidos de carteiros levam, não apenas uma mensagem escrita nas cartas, mas uma mensagem embutida na dança e na música sendo construída para aquela pessoa e para aquele ambiente.
Classificação Indicativa: Livre – 50 minutos
*Apresentação será realizada no Pátio de Acesso à Fábrica de Criatividade

19h: Espetáculo “Forest”
Com ANIKAYA Dance Theater (Brasil)
Sinopse:
Baseado em pesquisas sobre a mitologia da floresta como um lugar de transformação. A floresta tem sido sempre um espaço importante na mitologia e psique humana. A falta de respeito do homem em relação à natureza gera desequilíbrios, como o aquecimento global e os desastres ambientais, colocando o lugar da floresta em risco. “Forest” nos leva de volta a este espaço sagrado, em constante evolução.
Classificação Indicativa: Livre – 60 minutos

20h30: Roda de Conversa “Por onde caminha à nossa dança”
Com Duda Moreno, Flip Couto, Nice Estrela e Rodstyle
A conversa fará surgir questões e indagações que permeiam seus fazeres artísticos, trazendo lutas e conquistas que a danças urbanas vem galgando na cidade, sobretudo nas periferias, finalizando a noite.
Classificação Indicativa: Livre – 120 minutos

Sexta-feira, 26 de Janeiro de 2018
17h30: Intervenção “Manifesto para outros Manifestos – Resistir dançando por alguns cantos...”*
Com Cia Diversidança
Sinopse:
Primeira intervenção do projeto “Ensaios Cartográficos” realizado pela Cia Diversidança, por meio de site specific, mas cuja proposta não somente perfaça pela sua relação com o espaço urbano/território, mas que a vivência estabelecida possa trazer experiência não apenas estética, mas também simbólica para aqueles que transitam pela cidade.
Classificação Indicativa: Livre – 60 minutos
*Apresentação será realizada no Pátio de Acesso à Fábrica de Criatividade

19h: Fundamentos da Dança Locking: Danças Urbanas*  (oficina)
Com Diego Groove
Sinopse:
Divido em 4 etapas onde será abordado variações de velocidade, acentuações e de alguns fundamentos da dança Locking, a oficina terá apresentação e breve história do Locking e sua importância nas Danças Urbanas. Aquecimento com Danças Sociais que foram popularizadas nas décadas de 60, 70 e 80, com ênfase nas que foram de extrema importância para o surgimento do Locking
Classificação Indicativa: 14 anos – 90 minutos
* Chegar com 30 minutos de antecedência para garantir a sua vaga!

21h: Exibição de Vídeos Dança com bate papo
Com Cia da Vila, Dentre Nós Cia de Dança e Raffab Ajá
Classificação Indicativa: Livre – 120 minutos

Amor em 4 Atos”
Com Cia da Vila (Priscila Magalhães)
Conta a história de amor entre uma pantera e um general do exercito de Bonaparte perdido no deserto. A história permeia diferentes tipos de amor e ressalta os sentimentos, principalmente voltados aos quatro atos; o instinto, narcisista, desejo e entre pares.
Classificação Indicativa: Livre – 13’23’’


Nenhum comentário:

Postar um comentário