EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

NEGUIN B-BOY BRASILEIRO É CAMPEÃO MUNDIAL DE HIP HOP COM SUA EQUIPE RED BULL ALL STAR



Fonte : Site Red Bull / Fotos ( Facebook/ Neguim)


NEGUIN : "SOU UM MENSAGEIRO DA ARTE "

 Battle Pro de Paris,  campeonato mundial de hip hop disputado no último final de semana, teve como campeões a equipe Red Bull All Stars, equipe onde Neguin (dançarino brasileiro) reuniu os melhores B-Boys da atualidade. 



Fabiano Carvalho Lopes, chamado de Neguin é  paranaense,  começou a praticar capoeira aos quatro anos, e foi na sua adolescência que descobriu o Hip Hop e criou seu próprio jeito de dançar misturando capoeira e breaking,





Decidiu deixar o país porque aqui não teve apoio,  diz que no Brasil tudo é muito difícil, que teve obstáculos mas correu atrás de seus sonhos.
Neguin conta que Pelézinho na cidade de Berlim, chegou à semifinal
e abriu as portas para o breaking brasileiro.



O Campeonato

A disputa começou entre equipes brasileiras,  Red Bull All Star enfrentou  uma dura  batalha com Time Brasil e venceram. Neguin
disse que o Brasil está entre os melhores do mundo.
Na final Neguim e seus companheiros foram ovacionados por milhares de pessoas presentes em La Seine Musicale Arena,
O título foi adicionado a pelo menos outros 10 erguidos em campeonatos pelo Brasil e em competições pela América do Sul, Canadá e Estados Unidos.

Como tudo começou
Depois de surgirem em Nova Iorque no final da década de 1970, a cultura dos b-boys e o hip-hop se espalharam rapidamente pelo mundo todo. As equipes de breaking podiam ser encontradas em todos os lugares, da Europa à África, passando pela Austrália e pela Ásia, onde realizavam batalhas memoráveis. Mas em 2004, o primeiro Red Bull BC One chegou com uma proposta diferente. Realizada em Biel, na Suíça, a edição firmou a competição como a primeira a trazer batalhas individuais entre b-boys. O primeiro vencedor do Red Bull BC One foi o norte-americano Omar.


Como funciona
Até as finais mundiais de 2016, os 16 finalistas do Red Bull BC One eram escolhidos em etapas regionais realizadas na América do Norte, Europa Oriental, Europa Ocidental, América Latina, Ásia-Pacífico, Oriente Médio e África. Agora, os finalistas mundiais são escolhidos em acampamentos especiais da Red Bull BC One, realizados em vários locais ao redor do mundo. A final mundial é um torneio mata-mata: os b-boys dançam em frente a um painel formado por cinco jurados e têm suas habilidades avaliadas.


Evento itinerante
Desde 2004, aconteceram 13 finais mundias do Red Bull BC One World. O evento já passou pelas cidades de Biel (Suiça, 2004), Berlim (Alemanha, 2005), São Paulo (Brasil, 2006), Joanesburgo (África do Sul, 2007), Paris (França, 2008 e 2014), Nova Iorque (EUA, 2009), Tóquio (Japão, 2010), Moscou (Rússia, 2011), Rio de Janeiro (Brasil, 2012), Seul (Coréia do Sul, 2013), Roma (Itália, 2015) e Nagoya (Japão, 2016). Foram 12 cidades diferentes em nove países diferentes – números que sobem para 13 cidades diferentes em 10 países diferentes com a final mundial de 2017 acontecendo em Amsterdã, na Holanda.



Nenhum comentário:

Postar um comentário