EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

terça-feira, 27 de março de 2018

Fabiana Cozza canta Dona Ivone Lara e abre Samba Imenso, novo projeto musical do Sesc Pompeia



Fabiana Cozza Foto: Kriz Knack | 


Na companhia do violonista Alessandro Penezzi, Fabiana sobe ao palco nos dias 31/3 e 1º/4. Samba Imenso continua até o fim do ano, homenageando sambistas em shows intimistas

Fonte : Márcia Marques / Canal Aberto 

O samba pede passagem e ganha homenagem no Sesc Pompeia. Nos dias 31 de março e 1º de abril, sábado, às 21h, e domingo, às 18h, Fabiana Cozza interpreta clássicos de Dona Ivone Lara, no teatro da unidade. A cantora é acompanhada pelo violonista Alessandro Penezzi.



Alessandro Penezzi Foto: Fernanda Correia

O show inaugura o projeto “Samba Imenso”, que apresentar, mensalmente, a discografia de nomes consagrados do samba brasileiro por meio da voz de um intérprete da nossa música, sempre em uma formação intimista.

Em abril, nos dias 28 e 29, é a vez de BNegão, acompanhado pelo violão de Bernardo Bosisio, interpretar a obra de Dorival Caymmi. A edição de maio (31/5 e 1º/6) homenageia Wilson Moreira com Mônica Salmaso (voz) e Paulo Aragão (violão). Os ingressos variam entre R$ 9 e R$ 30,00. O projeto Samba Imenso continua até o fim do ano, mas ainda não há outros nomes confirmados.

Fabiana e Dona Ivone
Idealizada por Fabiana e Penezzi, esta apresentação celebra parte do cancioneiro de Dona Ivone e seus parceiros, com destaque para o mais “reluzente” na opinião de Fabiana: o poeta Délcio Carvalho – entre as canções que serão apresentadas desta parceria, destaque para “Nasci para Sonhar e Cantar”,  “Sonho Meu” e “Liberdade”.

Yvonne Lara da Costa, ou apenas Dona Ivone Lara, foi a primeira mulher a integrar a ala dos compositores de uma escola de samba, a Império Serrano, em 1965. Enfermeira de profissão, foi só aos 56 anos de idade que Dona Ivone passou a se dedicar exclusivamente à música e lançou seu primeiro disco, "Samba Minha Verdade, Samba Minha Raiz", em 1978. A partir de então, teve suas composições gravadas por grandes nomes da música popular, de Beth Carvalho a Clara Nunes, passando por Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Marisa Monte, entre muitos outros.

Fabiana Cozza começou sua carreira no samba - como anunciava seu primeiro disco, “O Samba é meu dom”, lançado em 2005. De lá para cá, tem sido considerada como uma das importantes intérpretes da música brasileira. Hoje tem seis CDs e dois DVDs gravados.

Violonista, compositor e arranjador, Alessandro Penezzi também toca violão de 7 cordas, violão tenor, cavaquinho, bandolim e flauta. Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, já tocou com Dominguinhos, Hermeto Pascoal, Zimbo Trio, Beth Carvalho, Sílvio Caldas, Billy Blanco, Alaíde Costa, D. Ivone Lara, entre outros artistas.

SERVIÇO:

Fabiana Cozza canta Dona Ivone Lara
Com o violonista e compositor Alessandro Penezzi
Projeto Samba Imenso
31 de março e 1º de abril, sábado, às 21h, domingo, às 18h
Local: Teatro*
Ingressos:
 R$ 9,00 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 15,00 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 30,00 (inteira).

Ingressos: venda online pelo endereço sescsp.org.br/pompeia e venda presencial nas bilheterias das unidades do Sesc SP.
*O Teatro do Sesc Pompeia possui duas plateias (lados par e ímpar) e galerias superiores não numeradas. Por motivo de segurança, não é permitida a permanência nas galerias, de menores de 12 anos, mesmo acompanhados dos pais ou responsáveis
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sesc Pompeia  Rua Clélia, 93.
Não temos estacionamento. Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia


Para credenciamento, encaminhe pedidos para imprensa@pompeia.sescsp.org.br

Assessoria de Imprensa
Com Canal Aberto
Márcia Marques | Carol Zeferino | Daniele Valério
Contatos: (11) 2914 0770 | 9 9126 0425

Assessoria de Imprensa Sesc Pompeia:Fernanda Porta Nova e Guilherme Barreto 
Estagiária: Camila Cetrone 
Coordenador de comunicação: Igor Cruz
Telefone: (11) 3871-7720 / 7776imprensa@pompeia.sescsp.org.br

SOBRE OS ARTISTAS

FABIANA COZZA
Fabiana Cozza é paulistana, cantora e jornalista (pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo  - PUC-SP). Deixou o Jornalismo aos 24 anos para assumir sua carreira artística de intérprete da canção que passa também pelo teatro e a dança. Trabalhou nos musicais 'Os Lusíadas' com direção de Iacov Hillel e musical de Magda Pucci; 'A luta secreta de Maria da Encarnação', última peça escrita por Gianfrancesco Guarnieri com direção musical de Renato Teixeira e Nathan Marques; O Canto da Guerreira - 20 anos sem Clara Nunes; Ary Barroso; Rainha Quelé - uma homenagem a Clementina de Jesus. Estudou danças brasileiras com Tião Carvalho, Renata Lima e nos terreiros e festas populares das quais participou de Norte a Sul do Brasil. Trabalhou dança contemporânea e consciência corporal com o mineiro Jorge Balbyns, discípulo de Klaus Vianna; dança do Mali e africana com Irineu Nogueira e foi dirigida pelo bailarino e coreógrafo JC Violla.

Cursou canto popular, teoria musical e prática de conjunto na Universidade Livre de Música Tom Jobim (atual Emesp) durante quatro anos. Seguiu estudando técnica vocal com professores particulares: Sira Milani, Maúde Salazar, Vânia Pajares, Felipe Abreu. Atualmente é orientada pela professora do Pantheatre de Paris Linda Wise e pelo professor e cantor italiano Davide Rocca, da Academia do Scala de Milão. Em 2014, Fabiana Cozza completou 17 anos de carreira e tem sido anunciada por críticos e público uma das importantes intérpretes da música brasileira contemporânea. Hoje tem seis cds e dois DVDs gravados.

ALESSANDRO PENEZZI
Violonista, compositor e arranjador, Alessandro Penezzi também toca violão de 7 cordas , violão tenor, cavaquinho, bandolim e flauta. Nascido em Piracicaba, interior de São Paulo, iniciou os estudos de violão aos 7 anos. Formado em violão erudito pela Escola de Música de Piracicaba – sob a orientação do Maestro Ernst Mahle e do professor Sérgio Belluco, que lhe apresentou o Choro. É bacharel em Música Popular pela Unicamp com especialização em Processos Criativos pela Faculdade Souza Lima. Integrou o Regional de Carlos Poyares, Trio Quintessência e Grupo Choro Rasgado. Em trio, atuou com Yamandú Costa e Rogério Caetano, e Sizão Machado e Alex Buck. Em duo, com o maestro Laércio de Freitas, Alexandre Ribeiro e Nailor Azevedo “Proveta”. Tocou com Dominguinhos, Hermeto Pascoal, Zimbo Trio, Beth Carvalho, Sílvio Caldas, Billy Blanco, Alaíde Costa, D. Ivone Lara e as orquestras Jazz Sinfônica de São Paulo e Sinfônica de Londres.
Já atuou em vários países ao redor do mundo como EUA, Rússia, Gabão, Angola, Itália, Alemanha, Dinamarca, Holanda, Argentina, Uruguai, Colômbia, Marrocos, Portugal, entre outros. Sua música já foi gravada por artistas como Beth Carvalho, Yamandú Costa, Danilo Brito, Bruno Moritz, Dexter Payne, Brian Silber, Regional de NY, e Jane Lenoir, flautista norteamericana que gravou o álbum Jane Lenoir plays Penezzi. somente com músicas do compositor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário