EM DIA:

BEM VINDA(O) E FIQUE POR DENTRO DE TUDO QUE ROLA COM A CULTURA , ARTE E O ARTISTA NEGRO AQUI NESSE BLOG"

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Atriz Naruna Costa que foi vitima de racismo estreia no cinema dia 24/11/2016


A atriz Naruna Costa 

Fonte: Carlos Romero 

Edu Felistoque cineasta vencedor de vários prêmios está sendo questionado entre os colegas de profissão e publicitários o pq de colocar uma atriz negra como protagonista vivendo o papel de uma jornalista bem sucedida. 

Surpreso com este tipo de questionamento Edu diz:” Não me preocupo com a cor da pele e sim com o profissionalismo e talento”.

Os longas -metragens Toro e Hector, tem estreia na próxima quinta-feira, no circuito nacional. 



O diretor Edu Felistoque 




Dando continuidade à “TRILOGIA DA VIDA REAL”, chegam aos cinemas


“TORO” e “hector”

Produções chegam juntas aos cinemas no dia 24 de novembro


           

 O primeiro filme da trilogia lançado em salas de cinemas foi “INSUBORDINADOS”, dirigido por Edu Felistoque, protagonizado e roteirizado por Silvia Lourenço.
Agora, a COMPANHIA CINEMATOGRÁFICA VERA CRUZ, retomando suas atividades na produção, em parceria com o diretor e produtor Edu Felistoque e coprodução do CANAL BRASIL dará continuidade à chamada “TRILOGIA DA VIDA REAL “, e já nos contempla com as duas próximas produções de uma vez, chegando juntas aos cinemas no dia 24 de novembro, no Caixa Belas Artes e em vários cinemas do Brasil.

O lançamento dos filmes não contará com cabines de imprensa, pois optamos por trabalhar com links para que os jornalistas possam assistir aos filmes da maneira que desejarem.
Portanto, se você quer assisti-los, solicite os links e senhas respondendo a este e-mail
ou envie a solicitação para imprensa@pipocadepimenta.com

O segundo filme da trilogia, “TORO”, conta com argumento e direção de Edu Felistoque e roteiro de Júlio Meloni. No elenco estão Rodrigo Brassoloto, (“Ação Entre Amigos”, “Força Tarefa”, “Inversão”), Naruna Costa (“Força Tarefa”, “Amor em Sampa”, “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”), Sergio Cavalcante (“Ação Entre Amigos, “Força Tarefa”), Felipe Kannenberg (“Os Senhores da Guerra”, “Menos que Nada”), Ronaldo Lampi, Priscilla Alpha, Marco Minetto e Marcos Cavalcante.

TORO” mostra, em diversas camadas, múltiplas interpretações de temas atuais. Uma das camadas é a intolerância e suas causas verdadeiras. A personagem central se mantém em fuga de sua própria condição, oprimindo seus mais íntimos desejos através de uma falsa imagem que ostenta, a de um violento lutador.

O terceiro e último filme da Trilogia, “HECTOR”, também tem o argumento e direção de Edu Felistoque e roteiro de Júlio Meloni. No elenco, encontramos Sergio Cavalcante (“Ação Entre Amigos”, “Força Tarefa”), Eucir de Sousa (“Salve Geral”, “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”), Rodrigo Brassoloto (“Ação Entre Amigos”, “Força Tarefa”, “Inversão”), Bruno Elias, Gabriela Veiga (ex-integrante do grupo O Teatro Mágico), Priscilla Alpha, Victoria Dafner, Marco Minetto e Marcos Cavalcante.

HECTOR” mergulha em uma viagem psicológica entre o passado e o presente da personagem e pergunta: O quê nos move? Impossível é entender os caminhos que a nossa mente pode tomar para poder suprimir a dor. Um misto entre os gêneros drama psicológico e terror.

Segundo o diretor, a estratégia do lançamento simultâneo nos cinemas de “Hector” eToro”, os dois últimos filmes da “Trilogia da Vida Real”, foi criada pelos produtores e pela distribuidora POLIFILMES após estudos e pesquisas que mostraram o interesse do público, conquistado no lançamento do primeiro longa da trilogia, “Insubordinados”, em assistir aos filmes em série.

“Dessa forma também será possível somar esforços e as verbas de promoção destinadas a cada filme obtendo melhores resultados na divulgação. Além de ser uma ótima oportunidade de testar a estratégia nada convencional de lançamentos de filmes no Brasil. Poderemos observar os resultados finais, inclusive analisar a experiência de liberar a divulgação dos títulos que estarão disponíveis em “on demand” no Net Now, na semana seguinte que os mesmos saírem de cartaz dos cinemas.” Explica Edu Felistoque.
Acesse este link para o download das imagens dos filmes TORO e HECTOR:
https://drive.google.com/open?id=0B0cM4G_ygE23V1dST3RBa2F0MEU

Sobre a COMPANHIA CINEMATOGRÁFICA VERA CRUZ 
Fundada em dezembro de 1949, a CINEMATOGRÁFICA VERA CRUZ produziu e co-produziu mais de 40 longas e documentários. Muitos deles adquiriram prestígio nacional e internacional, fazendo hoje parte integrante da história do Cinema Brasileiro.
Entre seus grandes sucessos estão “Caiçara”, “Ângela”, “Terra é Sempre Terra”, “Apassionata”, “Tico-Tico no Fubá”, “Nadando em Dinheiro”, “Sinhá Moça”, “Uma Pulga na Balança”, “Na Senda do Crime”, “Candinho” e “Floradas na Serra”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário